Home Produtos e serviços Trator TT fruteiro é destaque da New Holland na Fenagri 2018

Trator TT fruteiro é destaque da New Holland na Fenagri 2018

0
0

New HollandA força da fruticultura no Nordeste brasileiro impulsionou a New Holland Agriculture a lançar uma configuração fruteira do trator TT3840. A novidade foi apresentada na 27ª Feira Nacional da Agricultura Irrigada (Fenagri), de 11 a 14 de julho, em Juazeiro (BA). A região é a maior exportadora de uva in natura do Brasil, com 98% da produção nacional, e tem a representação da marca pela concessionária Casa do Colono – CDC Máquinas.

O trator superestreito é o principal produto da marca para a fruticultura, que conta com a abundância do Vale do São Francisco para fortalecer o segmento. A nova configuração do trator TT, que tem 55 cv, consiste no rodado menor e no rebaixamento dos para-lamas. “Com isso, o trator ficou mais baixo. Do solo ao volante, ele chega a 1,10 m. Com o operador, a altura máxima é de 1,70 m, ideal para a fruticultura”, conta Vitor Figueiredo dos Santos, supervisor regional de Vendas da New Holland Agriculture.

“É um trator econômico, de três cilindros, e maior reserva de torque da categoria, podendo trabalhar com vários implementos”, lembra Juliano Perelli, especialista de produto da New Holland Agriculture. “Hoje, tudo que existe em termos de qualidade em tratores de grande porte está resumido nos tratores de pequeno porte da New Holland, o que não acontece com a concorrência”, reforça Perelli.

A principal demanda, que era uma altura menor para a máquina, foi atendida com as mudanças. Apesar dos 55 cv, o trator tem força e pode ser usado durante todo o ano, já que a irrigação realizada via rio São Francisco é o perfil da produção local.

“É muito significativa a presença de uma marca que pode oferecer para o fruticultor um produto robusto, econômico e versátil. Ao mesmo tempo que o trator vai trabalhar na uva, ele pode atuar na cultura do melão ou até mesmo no café. São tratores que podem trabalhar em culturas adensadas tanto na lateral quanto na altura. Para o agricultor, é importante a disponibilidade do produto, ou seja, o quanto a máquina estará pronta para o trabalho”, completa Figueiredo.

O Rio São Francisco divide Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). Em anos pares, a Fenagri ocorre em território baiano e, em ímpares, na cidade pernambucana.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *