• Newtec

Uso de tecnologias no campo exige treinamento e conectividade

Concessionária Maqcampo, da John Deere, foca na capacitação de instrutores e clientes para que serviços de pós-venda sejam melhor aproveitados

Uso adequado de tecnologias agrícolas exige treinamento e conectividadepor Clarisse Sousa*- A ampla disponibilidade de tecnologias agrícolas para auxiliar o produtor rural a aumentar a produtividade e reduzir custos na lavoura é claramente perceptível nos dias de hoje. A dúvida que persiste é a seguinte: diante de toda essa variedade de ferramentas, será que o produtor consegue, de fato, utilizar todas essas tecnologias agrícolas? Até o momento, não há uma resposta definitiva.

Isso ocorre porque, apesar da disponibilidade de muitas dessas tecnologias, ainda há desafios a serem superados. Principalmente, é preciso enfrentar o desafio do aumento da conectividade no campo e do treinamento operacional.

Não basta ter uma máquina agrícola equipada com as mais modernas tecnologias e possuir a conexão necessária, o operador precisa ter o conhecimento necessário para utilizá-las de maneira eficiente. Ou seja, é importante garantir que o operador esteja capacitado para aproveitar os recursos disponíveis.

Vendas de máquinas no mercado doméstico recuam 6,92% no 1º semestre

Para atender a essa demanda, a concessionária Maqcampo, da John Deere, desenvolveu um programa de treinamento voltado para operadores e técnicos nas regiões em que atuam. Somente em 2022, mais de 6 mil pessoas foram capacitadas, além dos cursos oferecidos para a formação de instrutores.

“A quantidade de tecnologia embarcada nos equipamentos é cada vez maior e sua evolução é cada vez mais rápida. São tecnologias que chegam para facilitar o trabalho no campo. A gente entende que é preciso ter conhecimento e gerar conhecimento. Então, nada melhor do que a gente oferecer essa capacitação”, explica Eder Ribeiro, diretor de Conhecimento da MaqCampo.

Os treinamentos têm foco nas tecnologias de Agricultura de Precisão, que proporcionam benefícios como a redução de custos com insumos por meio do melhor gerenciamento da máquina, além do aumento da produtividade através da automatização de tarefas e, principalmente, o diagnóstico precoce de problemas no equipamento e/ou na cultura.

Projeto de Lei permite trânsito de máquinas agrícolas em vias públicas

Além do aprendizado por meio de um simulador, os alunos têm a oportunidade de interagir com os diversos equipamentos da marca, conhecer seus recursos de perto e compreender as medidas necessárias para extrair o máximo de eficiência das máquinas. Isso permite que saibam quando agir preventivamente antes mesmo de ocorrer uma falha no equipamento.

O contato vai além dos próprios equipamentos, peças e componentes, abrangendo também os monitores presentes nas cabines do maquinário, o GPS agrícola e o aprendizado sobre o funcionamento do JDLink, por exemplo. Esse dispositivo possibilita a conexão da máquina com o sistema John Deere Operations Center.

Centro de Soluções Conectadas

No Centro de Distribuição da MaqCampo, no Distrito Federal, assim como em outras concessionárias da marca, há uma sala ampla e moderna onde funciona o Centro de Soluções Conectadas (CSC).

Uso adequado de tecnologias agrícolas exige treinamento e conectividade

Centro de Soluções Conectadas (CSC)

Trata-se de um sistema da John Deere que oferece o gerenciamento remoto da frota, permitindo a visualização de dados de produção, produtividade e qualidade da operação com base nos dados gerados pelas máquinas agrícolas em campo. O acesso a essa plataforma está disponível a qualquer hora e de qualquer lugar.

No CSC, uma equipe treinada monitora em tempo real os dados das máquinas dos clientes que estão em atividade no campo. Essa equipe permanece atenta a possíveis ocorrências e alertas, que são exibidos tanto no monitor do operador do equipamento como na tela do CSC, na concessionária, indicando qualquer sinal de falha nos equipamentos. 

Quando um alerta é identificado, o técnico da concessionária entra em contato imediato com o cliente. Ele informa sobre a situação e orienta sobre as medidas necessárias para resolver o problema. Caso seja preciso, o atendimento é feito na propriedade.

Número de trabalhadores no agro alcança mais de 28 milhões no 1º trimestre

“Somente em 2022, foram aproximadamente 20 mil chamados atendidos de forma remota”, informa José Augusto Araújo, CEO da Maqcampo. “Nos últimos anos, investimos mais de R$ 10 milhões em treinamento e desenvolvimento de pessoas para um serviço eficiente e de qualidade”, completa o executivo. 

A Maqcampo atende, atualmente, mais de 3,6 milhões de hectares entre lavouras de soja, milho, algodão, cana-de -açúcar, hortifruti e pecuária. “Temos um verdadeiro continente de culturas. Com 20 pontos de atendimento estrategicamente posicionados, nosso foco é sempre oferecer as melhores soluções em produtos e serviços, nos aproximando cada vez mais de nossos clientes”, afirma o CEO.

As lojas estão localizadas no Centro-norte do País, atendendo especialmente a região leste de Goiás e a região norte e noroeste de Minas Gerais. São aproximadamente 800 colaboradores distribuídos em todas as unidades.

Desafios da conectividade no campo

De acordo com o Ministério da Agricultura e Pecuária, apenas 27% das propriedades rurais são consideradas conectadas e conseguem aproveitar toda a eficiência das tecnologias agrícolas. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2021 mostram que 72% das propriedades rurais do País ainda estão sem conexão com a internet. 

No final de 2020, a John Deere, a Claro e a startup SOL anunciaram uma colaboração para levar conectividade ao campo brasileiro por meio da infraestrutura de telecomunicação. A solução Campo Conectado tem como objetivo levar conexão por meio da rede 4G. 

Cada produtor é atendido com um projeto específico, atendendo às suas necessidades individuais. Os clientes têm a vantagem de receber condições inéditas, sem a necessidade de realizar investimentos próprios na infraestrutura das torres. Desde o início dessa colaboração, já foram entregues 4 milhões de hectares de cobertura 3G/4G em todo o território brasileiro.

O produtor interessado pode se dirigir ao concessionário John Deere mais próximo, que está habilitado para elaborar o projeto. Após a conclusão do projeto, avança-se com a implantação da rede na propriedade do produtor rural.

“É por meio desse projeto que estamos colaborando para levar a conectividade aos nossos clientes, aos produtores rurais brasileiros. Assim, eles podem, de fato, aproveitar todas as tecnologias agrícolas que já estão disponíveis em nossas máquinas diretamente da fábrica. Incluindo as tecnologias da chamada Agricultura 5.0, como inteligência artificial e robótica, entre outros recursos”, explica Marcela Guidi, gerente de Desenvolvimento e Parcerias da John Deere. 

*A jornalista visitou o CD em Brasília a convite da Maqcampo e da John Deere

 

ASSINE MÁQUINAS E INOVAÇÕES AGRÍCOLAS – A PARTIR DE R$ 6,90

➜ Siga a Máquinas & Inovações Agrícolas no Instagram e no Linkedin!

Deixe um comentário

Leia mais

  • Bucher Hydraulics
  • rokim Portal Maquinas Agricolas
  • rokim Portal Maquinas Agricolas
  • Bucher Hydraulics

Empresas parceiras do jornalismo agrícola de qualidade

O Portal Máquinas Agrícolas é uma plataforma integrada de informação, conhecimento e serviços sobre mecanização e inovações agrícolas.

 

Rua Félix de Sousa, 305
04612-080 – São Paulo – Brasil
Telefone: +55 (11) 5042-5260

Newsletter

LOCALIZAR NOTÍCIA NO PORTAL

© BMComm | Portal Máquinas Agrícolas  ::: Site desenvolvido por Código 1 TI

Assine nossa Newsletter